quinta-feira, 30 de abril de 2015


*por Mariana Lemos

Já ouviu falar em Computação Quântica? A IBM trabalha para montar as peças deste quebra-cabeça há 30 anos. Nesta semana a Big Blue anunciou, mundialmente, um grande passo, que nos deixa mais próximos do tão esperado computador quântico: um circuito capaz de detectar erros próprios do qubit – unidade de informações quânticas. Os qubits, num computador quântico, seriam equivalentes aos bits dos computadores que conhecemos. A diferença é que um qubit é mais inteligente que um bit. Nos computadores de hoje, os bits podem ter valor 1 ou 0. Já nos computadores quânticos, os qubits podem ter valor igual a 1, 0 ou os dois, simultaneamente.

Na prática, um computador quântico poderia processar rapidamente dados extremamente complexos, testando inúmeras e inimagináveis possibilidades ao mesmo tempo. Os pesquisadores da IBM acreditam que a chamada Lei de Moore - que pressupõe que a cada 18 meses a velocidade de um computador pode ser duplicada – está chegando ao fim. Ou seja, a melhora contínua no desempenho dos computadores atuais tem data para acabar. Neste sentido, investir no desenvolvimento de computadores quânticos é apostar no futuro da computação. E detectar erros simultâneos representa um importante avanço na computação quântica, porque gera a possibilidade de corrigir falhas automaticamente.

Antigamente, quando pesquisadores começaram a desenvolver estudos a respeito da computação quântica, o objetivo era quebrar códigos criptografados, como os que o cientista do filme ganhador do Oscar, “O Jogo da Imitação”, tentou quebrar. No filme, a quebra dos códigos foi feita por outro método, mas hoje já se entende que o avanço da Computação Quântica pode ser uma solução para garantir o desenvolvimento da indústria dos computadores, abrindo espaço para análises de quantidades enormes de dados em tempo recorde e até mesmo ao aprendizado de máquinas, o que revolucionaria todo o mercado e a relação dos indivíduos com os computadores.

O caminho das pedras já foi traçado. A IBM construiu a base para o primeiro computador quântico do mundo. Depois desta boa notícia, seus pesquisadores seguem trabalhando para apresentar mais avanços e, quem sabe, num futuro próximo, criar o primeiro computador quântico do mundo. 


Posted on 17:40 by TI+simples

No comments

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Atualmente, 80% dos cyberataques são dirigidos pelo crime organizado. Esses especialistas compartilham dados, ferramentas e conhecimento de forma extensiva. O mercado já reconheceu que para lidar com essas ‘investidas’ é preciso inteligência e compartilhamento. Entretanto, 65% dos times de segurança dentro das organizações vêm multiplicando suas fontes de confiança para lutar contra diversas formas de ataques.

Com o objetivo de manter uma rede de combate ao crime digital organizado, a IBM acaba de criar uma das maiores e mais completas bibliotecas de vulnerabilidades do mundo, o IBM X-Force Exchange. Baseado na Cloud da IBM e disponível em versão freemium, o acervo permite que as organizações colaborem em incidentes de segurança compartilhando informações de ameaças maliciosas. Atualmente, o X-Force Exchange atribui mais de 700 terabytes de dados agregados e mantidos pela IBM. A plataforma fornece acesso aberto a décadas de estudos IBM, incluindo indicadores de ataques em tempo real, informação de ameaças baseada no monitoramento de mais de 15 bilhões de eventos de segurança diários,inteligência em malwares provenientes de uma rede de 270 milhões de terminais e informações de ameaças baseadas em mais de 25 bilhões de paginas web e imagens.

Por ser integrada, a ferramenta permite a localização e validação de ameaças com analistas e experts do mundo todo para avaliar diversos ataques. Desta forma, é possível identificar e até impedir que o tráfego de ameaças prossiga, informando rapidamente a organização e o CISO (chefe de segurança da informação). Inclusive, na mesma plataforma, o executivo poderá adicionar o link malicioso em uma coleção pública, compartilhando com os colegas para, rapidamente, bloquear a ameaça antes que ela possa infectar outras companhias.

Junto à plataforma, a IBM também planeja suportar STIX e TAXII – padrão emergente para o compartilhamento de informações sobre ameaças –, para extrair informações simplificadas a partir do IBM X-Force Exchange, bem como integrá-las a sistemas de segurança já existentes.

Quer entender melhor? Confira como funciona o sistema de pesquisa e compartilhamento de informações por meio da plataforma Exchange:


          



Você também pode testar a ferramenta através desse link. 


Posted on 11:58 by TI+simples

No comments

quinta-feira, 16 de abril de 2015




Lugar de computador é na cozinha! O chef Watson prova isso mais uma vez. A partir da última terça-feira, dia 14 de abril, foi iniciada a venda nos Estados Unidos do primeiro livro de receitas criado com a colaboração do chef Watson, o sistema de computação cognitiva da IBM treinado para atuar no mundo da culinária.
Chamado “Cognitive Cooking with Chef Watson” (em português, Cozinha cognitiva com o chefe Watson), o livro é resultado da parceria de três anos da IBM com o Instituto de Educação Culinária de Nova York (ICE) que tem o objetivo produzir novas receitas utilizando ingredientes nunca antes combinados e, aparentemente, sem relação entre si. A primeira edição reúne 65 receitas dos mais diversos tipos e etnias.
Para criar as combinações inéditas, os cientistas da IBM e os chefes do ICE analisaram diversas receitas já existentes, os gostos e cheiros das combinações químicas entre os alimentos e calculando quais ingredientes nunca foram usados em conjunto – e que, juntos, resultariam em pratos apetitosos. Além disso, o chef Watson também é programado para identificar preferências culturais quanto a determinados alimentos e ainda analisar a composição nutricional dos alimentos a fim de criar receitas gostosas e funcionais. Conheça o projeto como um todo neste vídeo.

O livro está sendo comercializado apenas no Estados Unidos, em inglês, mas pode ser adquirido na Amazon.com (confira aqui), mas selecionamos duas receitas que você pode testar. Que tal? Vai encarar? 


Posted on 15:14 by TI+simples

No comments