Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Quem não quer viver numa cidade inteligente? Opa, eu quero! Mas afinal, o que faz uma cidade ser considerada inteligente?

Basicamente, é uma cidade que utiliza a tecnologia como aliada para resolver problemas que impactam diretamente a vida dos cidadãos. A tecnologia da informação evoluiu nas últimas décadas e hoje desempenha um papel vital na economia e na transformação da sociedade.
Hoje somos 7 bilhões de indivíduos no planeta. As estimativas mostram que em 2050 seremos 9 bilhões. Isso significa que vamos adicionar mais uma China e um Brasil à Terra! E onde a maioria dessas pessoas vai ver? Em 1900, apenas 13% da população vivia em cidades. Em 2007, pela primeira vez na história, a maioria da população já estava em
centros urbanos. Em 2050, 70% das pessoas estarão. Estamos somando o equivalente a sete cidades de New York ao planeta todos os anos.
Esse rápido – e muitas vezes desordenado – crescimento, causa problemas de infraestrutura e desafios em diversas áreas: educação, saúde, mobilidade, segurança. O que a tecnologia pode fazer por uma cidade era algo inimaginável há 20 anos! Ela pode ajudar a maximizar recursos finitos, como água e energia, instrumentalizar a segurança pública, deixar o trânsito mais inteligente… Essa cidade utiliza tecnologia para fazer com que pessoas vivam, trabalhem e descansem melhor. Elas são eficientes, sustentáveis, mais seguras, menos congestionadas, mais saudáveis e tem moradores engajados.
No Rio de Janeiro, temos o COR (Centro de Operações Rio) que reúne e interconecta informações de diversos órgãos públicos do município para melhorar a capacidade de resposta da Prefeitura a incidentes, como enchentes e deslizamentos. 
Desde 2011, a IBM e a Prefeitura de Porto Alegre trabalham juntas para melhorar a gestão dos serviços públicos da cidade, como água e esgoto, iluminação pública, limpeza urbana, obras e vias públicas.
New Taipei, em Taiwan, está usando Análise de Dados para os detetives detectarem informações e conexões que levem para o crime organizado, melhorando as investigações e ajudando a polícia a desvendar os mais complexos casos.
A cidade holandesa de Endhoven melhorou congestionamentos e a segurança no trânsito colocando sensores nos carros da população. Os sensores enviam informações em tempo real para as autoridades que, através de tecnologias móveis, podem mandar equipes de emergência imediatamente no caso de acidentes e acionar os agentes de trânsito para desviar o tráfego para outro local e evitar congestionamentos.
A IBM tem muitos outros projetos de Cidades Inteligentes no mundo. Saiba mais aqui.

Artigos Relacionados

03 set
Em 15 segundos, Watson pode entender 10 milhões de fichas médicas para ajudar no tratamento de doenças
Geral // 0

Dados comprovam que apenas 20% dos conhecimentos utilizados pelos médicos para tomar decisões sobre diagnósticos e tratamentos é baseado em evidências. Com isso, um em cada cinco diagnósticos acaba sendo incorreto ou incompleto e quase 1,5 milhões de erros em relação a medicação são feitos nos EUA a cada ano. Dada a crescente complexidade do

01 maio
Elementar, meu caro
Geral // 0

*Por Bruno Favery – Um antigo provérbio diz: se quiser ir rápido, vá sozinho. Se quiser ir longe, vá em grupo. Esta velha máxima se encaixa muito bem na lógica de raciocínio que trago nas próximas linhas e, acredite, tem tudo a ver com o futuro da tecnologia e com a era cognitiva. Se avaliarmos

18 fev
Como a tecnologia pode engajar para transformar pessoas e profissões
Geral // 0

*Por Juliana Setembro Toda mudança pode ser assustadora. Mas é apenas por meio dela que evoluímos. Veja a tecnologia. Ela é algo vivo e sempre possibilitou grandes transformações na sociedade. Hoje, temos os wearables, que fazem com que a TI se torne, praticamente, nossa segunda pele. Ou os smartphones, que já se transformaram em uma

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por