Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

No passado, redes sociais eram utilizadas, principalmente, por jovens e adolescentes e o uso dessas ferramentas era proibido no ambiente de trabalho. Mas hoje a situação é totalmente diferente.

Empresas, executivos, pessoas de terceira idade, adultos e jovens… Estão todos “conectados” em diferentes lugares, mas com uma ação incomum: expressando a opinião.
Hoje em dia você não precisa mais entrar na sua rede escondido do chefe, pelo contrário, as vezes trocam até mensagens por lá. As redes se tornaram ferramentas valiosas para diferentes públicos. Para as empresas, por exemplo, é possível fazer campanhas de marketing, analisar a opinião do cliente sobre determinada ação, o sucesso ou o fracasso de um produto, o que estão falando da sua companhia, o que gostariam que ela oferecesse. Enfim, muitas informações obtidas pela análise de dados, como foi o caso do Ei!.
Para os usuários: agora, além de registrar os momentos da sua vida e compartilhar opiniões, você pode falar e ser ouvido. Atualmente, muitas companhias possuem equipes ou empresas terceirizadas somente para avaliar o que é dito sobre elas nas redes sociais.
Recrutamento: se você está na rede, não tem como fugir. Claro que os avaliadores não chegarão a uma conclusão da sua personalidade e habilidades apenas por uma análise nesse meio. Mas eles podem utilizar o LinkedIn para avaliar os grupos que você participa, por exemplo. Como você escreve, se há muitos erros gramaticais, entre outros. Nada que impeça você de colocar uma foto da festa do final de semana. Afinal, todos têm uma vida social. Mas é importante saber que as empresas também estão “de olho”.
O fato é: não estamos mais presos por e-mails e telefones. Estamos conectados em uma rede e podemos ser “ouvidos” em todo o mundo.

Artigos Relacionados

15 jul
O que a antropologia ensinou para a tecnologia
Geral // 1

*por Mariana Lemos Você é ‘exatas ou humanas’? Esta famosa pergunta que remete à adolescência parece nos definir como pessoas por toda a vida. Quantas vezes você já escutou um “sou de humanas, não sei fazer cálculos”? Há quem pense que as inovações tecnológicas são criadas por uma série de engenheiros que usam óculos e

01 jun
Instalei um app e acabei com o Zika vírus
Geral // 0

– Por Bruno Favery – A união faz açúcar e não a força. Foi com esse infame e infantil trocadilho que iniciei a primeira redação que escrevi na escola. O tema que a professora nos pediu para trabalhar era justamente a “união faz a força”, e eu querendo ser o engraçadinho decidi tirar sarro. Mas

06 jan
O que podemos esperar da tecnologia daqui a 5 anos?
Geral // 0

Vamos começar 2017 falando de futuro! Tradicionalmente, a IBM consolida em um anúncio a sua visão sobre os próximos passos da tecnologia. São cinco previsões daquilo que poderá se tornar realidade nos próximos cinco anos. Olha só que legal: nas previsões de 2013, a IBM revelou que tecnologias seriam capazes de aprender e beneficiariam diversos

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por