Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Conforme vemos crescer o uso de redes sociais e a adoção de tecnologias como mobilidade e computação em nuvem, também percebemos que ficamos cada vez mais expostos a diversos tipos de ataques de hackers, vírus e malwares. Na internet, todos somos alvos de ameaças cada vez mais sofisticadas à segurança de nossos dados, sejam pessoas físicas ou empresas.

Atualmente, de acordo com estudos da IBM, existem mais de 70 mil vulnerabilidades de segurança com mais de uma dúzia delas sendo relatadas sendo relatadas diariamente. Para estudar e avaliar como estes criminosos virtuais agem, monitorar novos tipos de ataques e vulnerabilidades à segurança da informação e encontrar as melhores práticas para a defesa contra estes ataques, a IBM possui um time de pesquisadores e especialistas em segurança conhecido como IBM X-Force, ou “hackers do bem”.
As mídias sociais se transformaramno novo “Playground” 
De acordo com o relatório de tendências e riscos divulgado pelo IBM X-Force no segundo semestre de 2013, os criminosos virtuais estão aperfeiçoando cada vez mais suas habilidades, o que trouxe um aumento no número de ataques a redes sociais, sites, aplicativos móveis e “watering hole” (ataques realizados contra empresas menores e mais vulneráveis). Os ataques acontecem por meio de spams que podem ter a aparência profissional ou mesmo enviar links nocivos que parecem ser de amigos ou pessoas que você “segue”. Para evitá-los, as redes sociais têm tomado medidas mais proativas na pré-varredura de links incluídos em posts/mensagens privadas e públicas. As mídias sociais tornaram-se rapidamente os principais alvos de invasores, que continuam utilizando este canal como meio de obter mais inteligência para promoverem ataques cada vez mais sofisticados. Além disso, os hackers também passaram a vender contas usuárias das mídias sociais.
Os infográficos abaixo trazem os principais insights apresentados pelo estudo. Para acessar o relatório na íntegra, acesse www.ibm.com/security/xforce.

 

Artigos Relacionados

10 abr
Oito motivos para ser pesquisador no Brasil
Geral // 0

Nos últimos anos, o Brasil foi escolhido por diversas multinacionais de tecnologia para sediar seus centros de pesquisa globais. Apesar da pequena tradição em inovação, o fato elevou a demanda de oportunidades na carreira de pesquisador no País. Hoje, a concorrência por uma vaga de pesquisador doutor em um laboratório privado pode chegar a 100 candidatos. Há cinco anos, a

01 abr
IBM faz investimento de US$ 3 bi para criar uma área com foco em projetos de Internet das Coisas
Geral // 0

Na primeira quinzena deste mês, o post “Será o fim da falta de bateria em um mundo super conectado?” abordou que estamos cada vez mais conectados e dependentes de fontes de energia. Com tantos equipamentos “inteligentes”, a necessidade de armazenamento de dados cresceu exponencialmente e passamos a ouvir constantemente sobre o big data. Parte destas informações já pode ser utilizada pelas

10 abr
A reinvenção da ida aos museus
Geral // 0

Nem sempre fui um apreciador das artes plásticas e visuais. Na juventude, achava as excursões aos museus uma chatice só. Muita coisa para ver, muita coisa para ler e pouca coisa para interagir. Nunca senti muito estímulo para ir em busca das histórias por trás das obras de arte. Achava tudo aquilo uma experiência muito

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por