Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Quem acompanha nosso blog sabe que falamos pouquíssimo de produtos. Hoje vamos quebrar um pouco esse protocolo para compartilhar aqui o último lançamento feito pela área de hardware da IBM, que vêm com a proposta de ajudar as empresas a entrar, de vez, no universo da computação em nuvem e análise de dados. Não importa se é uma pequena, média ou grande empresa, nem sua área de atuação. Vamos mostrar como a tecnologia é uma grande aliada no grande processo de transformação e aumento da competitividade pelo qual passa o mercado empresarial.

Vamos falar da arquitetura de servidores de alta performance X6, que oferece soluções rápidas e, muitas delas, inéditas no mercado para os grandes desafios de TI atuais, como Cloud Computing e Big Data.

Sabemos que os investimentos em TI crescem mesmo quando o País apresenta baixo crescimento do PIB – como aconteceu em 2013. De acordo com estimativas de mercado, os gastos com TI no Brasil deverão alcançar US$ 129,7 bilhões em 2014, com aumento de 3,6% com relação a 2013.

Isso mostra que as empresas estão cada vez mais conscientes de que TI não é apenas mais um gasto, e sim um investimento. Quando falamos de Big Data e Cloud Computing – que deixaram de ser tendências para firmarem raízes e mudarem a forma de se fazer negócio em todo o mundo – essa é uma realidade nova no Brasil. Chegou o momento de as empresas escolherem sua forma de atuação e decidirem se irão se manter competitivas no mercado. Para se diferenciar é preciso inovar – na forma como as empresas oferecem seus produtos, em como se mantêm flexíveis para se adaptar a mudanças, no relacionamento com seus clientes. Especialmente no relacionamento com o cliente e na experiência única e personalizada que podem oferecer aos seus consumidores.

Para exemplificar a importância da infraestrutura de TI para os negócios, vamos comparar um simples processador com o motor de um carro. A velocidade e desempenho desse carro depende diretamente do motor, que não funciona sem o sistema de transmissão ou outros componentes chave. Como no carro, a performance de um servidor não depende somente da velocidade de processamento e nem todos os sistemas são criados de forma igual, mesmo que sejam construídos com a mesma engenharia.

O mesmo podemos dizer dos sistemas x86. Para conseguir melhor performance desta tecnologia, a arquitetura na qual o sistema é desenvolvido precisa ser otimizada para permitir aumento de desempenho, eficiência e economia.

Por isso, quando uma empresa for começar a planejar sua infraestrutura de TI ou pensar em renovar seu ambiente tecnológico para ganhar vantagem competitiva e novos níveis de insights com Big Data, Analytics e Cloud Computing, ela precisa se lembrar de olhar a arquitetura do sistema de TI como um todo. E as organizações mais bem sucedidas estão descobrindo que inovação e investimento em tecnologia robusta e que rode aplicações que realmente tragam insights para o negócio é um diferencial que aumenta sua competitividade e sua diferenciação no mercado.
Para mais detalhe acesse http://www-03.ibm.com/press/us/en/pressrelease/42796.wss (Portal em inglês).

Artigos Relacionados

06 jan
O que podemos esperar da tecnologia daqui a 5 anos?
Geral // 0

Vamos começar 2017 falando de futuro! Tradicionalmente, a IBM consolida em um anúncio a sua visão sobre os próximos passos da tecnologia. São cinco previsões daquilo que poderá se tornar realidade nos próximos cinco anos. Olha só que legal: nas previsões de 2013, a IBM revelou que tecnologias seriam capazes de aprender e beneficiariam diversos

26 jun
“Inovação: é preciso estar disposto a tentar e falhar”
Geral // 0

Ser um empresa inovadora não é mais um diferencial. Para estar no campo competitivo é essencial ter a inovação como norte.  Agora, não é quem inova que está a frente, mas quem inova MAIS.  E os consumidores só têm a ganhar: quanto mais as empresas inovam, melhores são os serviços e os produtos entregues a

01 maio
Elementar, meu caro
Geral // 0

*Por Bruno Favery – Um antigo provérbio diz: se quiser ir rápido, vá sozinho. Se quiser ir longe, vá em grupo. Esta velha máxima se encaixa muito bem na lógica de raciocínio que trago nas próximas linhas e, acredite, tem tudo a ver com o futuro da tecnologia e com a era cognitiva. Se avaliarmos

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por