Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

A correria do dia a dia e a alta exigência dos consumidores somada às facilidades trazidas pelos avanços tecnológicos têm contribuído para a sociedade aderir a outros modelos de compra, que fujam da tradicional visita à loja física. O e-commerce é a tendência que tem crescido ano a ano e promete tornar-se a principal preferência entre os consumidores, tendo dobrado de tamanho nos últimos 12 meses.

Essa constatação foi feita pela IBM em recente pesquisa com mais de 30 mil consumidores em 16 países, sendo quase 2 mil deles no Brasil. O estudo “Greater expectations” mostra que as compras online foram a preferência de 27% dos entrevistados em 2013, contra 14% no ano anterior. Setenta por cento das compras online foram feitas pelos clientes que optaram usar a web diretamente, sem antes ir a uma loja física. Por outro lado, o percentual de entrevistados que fizeram sua última compra em uma loja física caiu de 85%, em 2012, para 72% em 2013.

A grande novidade é que os consumidores estão mais dispostos a compartilhar suas informações pessoais com as redes varejistas. Em um ano dobrou para 36% os clientes que compartilhariam com os varejistas a sua localização através de GPS. Trinta e oito por cento dos entrevistados afirmaram que informariam seu número de celular com o propósito de receber mensagens de texto e 32% compartilhariam suas redes sociais com os varejistas.

O dado que mais surpreendeu de acordo com o estudo foi referente ao showrooming – prática de conhecer os produtos na loja física, mas no final comprá-los online. Esta forma de compra provou não ser o principal motor de expansão do canal online. Com crescimento de apenas 2% no ano – de 6% para 8% – o showrooming continua a representar uma pequena porcentagem das compras totais.

Todos esses números evidenciam uma demanda que já tem se falado bastante o omnichannel. A tendência é que os consumidores ampliem a utilização das redes sociais em suas compras, seja para pesquisar produtos, avaliar suas compras, interagir com suas marcas preferidas ou até mesmo, quem sabe, comprar os produtos diretos das fanpages.

Artigos Relacionados

10 abr
Oito motivos para ser pesquisador no Brasil
Geral // 0

Nos últimos anos, o Brasil foi escolhido por diversas multinacionais de tecnologia para sediar seus centros de pesquisa globais. Apesar da pequena tradição em inovação, o fato elevou a demanda de oportunidades na carreira de pesquisador no País. Hoje, a concorrência por uma vaga de pesquisador doutor em um laboratório privado pode chegar a 100 candidatos. Há cinco anos, a

28 out
Watson amplia os horizontes da educação no Brasil
Geral // 0

A discussão de que a tecnologia e a educação são aliadas já acontece há um bom tempo, mas nos últimos anos tenho visto iniciativas que comprovam os benefícios desta união. Agora, além de falar sobre internet, laptops e tablets em sala de aula, incluo o uso da inteligência artificial para ajudar o trabalho dos professores.

20 fev
Tecnologia é para todos!
Geral // 0

Não é de hoje que, ao pensar em tecnologia, não aliamos seus benefícios apenas aos profissionais de TI de uma empresa. Diretores de finanças, segurança e, mais recentemente, recursos humanos e marketing têm participado cada vez mais do processo de aquisição de novas tecnologias – e se beneficiado muito delas. Isso porque na era do big data, com diferentes

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por