Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Por Rodrigo Kede, presidente da IBM Brasil
Essa revolução significa que as empresas estão encarando tecnologia de uma forma diferente. Muito mais do que suporte para os negócios, como vinha acontecendo nos últimos 15 anos, o foco será investir em soluções de front office, que viabilizem novas receitas, produtos e inovação, e maior proximidade com o cliente.
Os líderes de empresas com quem converso diariamente, independente se são presidentes, diretores de marketing ou CFOs, querem entender os “outcomes” para o negócio deles e não discutir sobre os produtos e serviços individualmente, ou seja, precisam de soluções para os seus desafios de negócio, que resolvam problemas de eficiência, produtividade e melhorem seus processos.Eu só acredito que isso será possível graças à gigantesca montanha de dados e informações que é gerada todos os dias. Dados estruturados e desestruturados (80% do total) podem produzir insights, ajudar a prever o futuro ou mesmo entender o seu cliente. Como diz a nossa CEO global, Ginni Rometty, os dados já são o novo recurso natural. Quem souber tirar proveito de informações de dentro e fora da empresa com inteligência, certamente despontará no mercado. Tudo está interligado: o crescimento do uso de dispositivos móveis gera mais acesso à internet e redes sociais e, consequentemente, a explosão de dados.Já a cloud nada mais é do que um novo modelo de negócio para consumo de tecnologia. Para se ter uma ideia do que esta mudança representa, hoje CAMS, como chamamos aqui na IBM as tecnologias de Cloud, Analytics, Mobile e Social, já representam cerca de 1/3 do mercado global de TI e no Brasil cresce a um ritmo muito acelerado. Vemos isso na prática no nosso dia a dia. Um exemplo é a Camisaria Colombo, que adotou ferramentas de mobilidade pra treinar os funcionários e para ter uma experiência mais rica com o cliente que entra na loja. A startup Audiomonitor lançou uma solução voltada ao setor de entretenimento, que monitora e analisa em tempo real dados gerados por rádios do Brasil todo. E isso só foi possível com Cloud!

Nosso laboratório de pesquisas ajudou a AACD a criar um aplicativo chamado Rota Acessível para que o cidadão registre problemas nas ruas, desníveis nas calçadas, por exemplo, que impossibilitem o acesso de pessoas com deficiência. Há 10 anos, era impensável se falar em CAMS nas empresas e hoje isso já é parte fundamental da transformação de qualquer companhia, em qualquer setor. Ainda relacionado a CAMS, vamos falar muito nos próximos 5 anos de computação cognitiva (conhecida anteriormente como inteligência artificial). Já estamos criando sistemas inteligentes que funcionam com lógica semelhante ao de um cérebro humano, com capacidade de ler e entender linguagem natural e aprender sozinho. Os sistemas cognitivos vão mudar completamente nossas vidas, dos governos e das empresas que trabalhamos.

Já estamos usando a tecnologia para ajudar a fazer diagnóstico de câncer e gestão de risco em bancos, entre outras coisas. De uma coisa tenho certeza: a tecnologia está passando pela maior revolução da história. Seja qual for a empresa, setor, instituição que trabalhe ou estude, você vai ter a chance de ver de perto e escolher entre liderar a revolução ou assistir alguém fazendo. A IBM está aqui pra conduzir essa mudança. Essa é, sem dúvida, minha grande motivação para acordar todos os dias para vir trabalhar.

Artigos Relacionados

11 dez
A comunidade LGBT, a AIDS e as grandes corporações
Geral // 0

*Por Carolina Cestari 734 mil. Este é o número de pessoas com AIDS no Brasil, segundo o relatório anual do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS). Hoje, estima-se que 36,9 milhões de pessoas em todo o mundo têm o vírus. Para os que pensam que estamos falando de uma doença altamente epidêmica, saibam

24 abr
Quem decide sobre a segurança na sua empresa?
Geral // 0

Na semana retrasada li um estudo da IBM sobre o aumento do cibercrime de 2015 para 2016. O número é assustador. Em apenas um ano, o crescimento foi de 566%. O número de registros violados passou de 600 milhões para 4 bilhões. Apesar de eu me considerar uma pessoa otimista, fica difícil de acreditar que esse

18 fev
Como a tecnologia pode engajar para transformar pessoas e profissões
Geral // 0

*Por Juliana Setembro Toda mudança pode ser assustadora. Mas é apenas por meio dela que evoluímos. Veja a tecnologia. Ela é algo vivo e sempre possibilitou grandes transformações na sociedade. Hoje, temos os wearables, que fazem com que a TI se torne, praticamente, nossa segunda pele. Ou os smartphones, que já se transformaram em uma

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por