Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

O executivo de Smarter Commerce da IBM Brasil, Ênio Garbin, fala em primeira mão sobre as novidades apresentadas esta semana no IBM Smarter Commerce Global Summit 2014, evento realizado esta semana em Tampa, EUA.
As companhias estão valorizando cada vez mais ferramentas que otimizam informações e levam a melhor experiência de consumo para os clientes. Você entra em uma loja e o vendedor sabe exatamente o que te oferecer, ele sabe o último livro que você leu e seu perfume preferido. As redes sociais mostram seus produtos de interesse e até por meio de seu portal de notícias você consegue ver as melhores promoções da sua marca preferida de roupas. Parece uma coisa distante, mas isso já acontece em empresas do mundo inteiro.
TI + Simples: Quais foram os principais pontos debatidos durante o IBM Smarter Commerce?
Ênio: Acompanhei os principais painéis e debates sobre as tendências tecnológicas voltadas ao mercado de consumo, e um dos pontos mais debatidos por executivos C-Level, profissionais dos mercados de TI, varejo e clientes IBM foi a necessidade de melhorarem cada vez mais a experiência do consumidor.
TI + Simples: E como você acha que as empresas de varejo e bens de consumo estão se preparando para esse novo perfil do consumidor?
Ênio: Muitas companhias estão providenciando uma análise dinâmica de dados para acompanhar tendências, monitorar comportamentos, conhecer os gostos e necessidades de seus consumidores.
TI + Simples: Que diferenciais competitivos um varejista pode perceber ao estabelecer uma abordagem mais personalizada com seu cliente?
Ênio: As atividades programadas para interagir com esses consumidores estão abrindo um extenso leque de negócios, pois as empresas e seus executivos já perceberam que a voz do cliente está ficando cada vez mais alta e afetando muito mais o poder de decisão na hora de consumir quaisquer produtos.
TI + Simples: Qual é a relação atual entre o que as empresas deveriam estar fazendo e o que estão realizando de fato no sentido de terem um relacionamento mais individualizado com seus clientes?
Ênio: Mais da metade dos grandes executivos de alto escalão reinventam suas organizações para prover a melhor colaboração e experiência do consumidor, segundo o IBM Global CMO Study 2014, realizado com mais de 1700 líderes de marketing de todo o mundo. O levantamento aponta que 94% desses profissionais pretendem utilizar as tecnologias nos próximos anos para ferramenta de análises avançadas.
O uso do Big Data e os recursos analíticos para reinventar as relações com o consumidor também está entrando nas principais estratégias de empresas varejistas e a adoção da cloud computing está promovendo uma transformação nos negócios.
TI + Simples: Quais as vantagens da computação em nuvem, por exemplo, para este mercado?
Ênio: Os serviços baseados em nuvem auxiliam o comércio a se reinventar para prover uma experiência de consumo, enquanto entrega um engajamento com seus parceiros e fornecedores. A nuvem é oferece flexibilidade e está sendo utilizada em multiplataformas.
TI + Simples: E as vantagens do Big Data e do uso de tecnologias de análise de dados?
Ênio: É preciso integrar a experiência do consumidor a partir de dados, colocando tudo dentro de um leque, de forma dinâmica. A partir da análise de dados é possível antecipar o comportamento do consumidor e a partir da análise do comportamento do consumidor e do Big Data é possível tratar cada indivíduo de forma exclusiva e processar informações de interesse, voltadas para o que o consumidor deseja.
TI + Simples: Como você resumiria o atual cenário do setor de varejo em âmbito global?
Ênio: Os negócios já não estão só sendo feitos no varejo, eles estão ultrapassando as barreiras do relacionamento.  Hoje em dia não existe mais o físico, digital, telefônico. Hoje existe o multiformato, o multicanal. E é monitorando essas frentes que as companhias conseguem aproveitar a intenção de compra para oferecer exatamente o que o consumidor precisa.
TI + Simples: Qual o papel da tecnologia neste contexto?
Ênio: Atualmente vivemos um pleonasmo tecnológico, em que apesar de mais próxima das pessoas, ela não é tangível, se tornando muito distante e a forma como as empresas estão incentivando o consumo está aproximando toda essa conexão. Hoje, a tecnologia tem o potencial para detectar quem é você e interagir com o que você faz, gosta, opina e escolhe. Esta é uma forma de a tecnologia te mostrar que apesar de não ter uma proximidade, você está tendo um atendimento especial e que é possível tratar cada pessoa individualmente, distinguir seus gostos, comportamento e impulso de compra.
Quer saber mais sobre a estratégia de Smarter Commerce da IBM? Acesse http://www.timaissimples.com.br/2013/06/entenda-smarter-commerce-em-dois-minutos.html

 

Artigos Relacionados

23 out
Cíntia, a arquiteta de soluções que viaja o Brasil todo
Geral // 3

*por Mayara Soares e Mariana Lemos Cintia é  uma grande mulher  no mercado de tecnologia Todo projeto que desenvolve começa numa consultoria Entende tudo de indústrias e está por dentro das tendências é arquiteta de soluções visita clientes com frequência Viaja por todo o Brasil entendendo suas necessidades Sabe tudo de TI une tecnologias para

13 jul
Quase desisti de entender o que é uma API
Geral // 0

– Por Bruno Favery – Conectividade é algo incrível. Ela tem afetado a maneira como nos expressamos, interagimos e experimentamos o mundo a nossa volta. Seja em um desktop ou em um smartphone, temos o mundo aos nossos pés, ou melhor dizendo, na ponta dos nossos dedos. Somos capazes de comprar, publicar ou pesquisar qualquer

19 maio
Vamos falar sobre Design Thinking
Geral // 0

– por Rodrigo Giaffredo Galera amada do meu Brasil, criei um podcast‬ só pra ensinar os segredos‬ do design thinking. Sabe aquelas paradas que NUNCA vão te ensinar nos cursos? Então, elas mesmo – apreciem sem moderação!

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por