Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

softlayerEsta semana marca o aniversário de um ano da aquisição da SoftLayer pela IBM. Hoje, a Softlayer é a base da infraestrutura de Cloud Computing da IBM, que continua a investir em sua plataforma de computação em nuvem para consolidar sua excelência neste segmento:

·  Investiu US$ 1,2 bilhão para expandir a presença global da SoftLayer com a inauguração de 40 data centers que, até o final de 2015, cobrirão todas as geografias onde a IBM tem atuação, em cidades como Melbourne (Austrália), Toronto (Canadá) e São Paulo (Brasil);
·  Investiu US$ 1 bilhão na criação da nova unidade de negócio Watson Group, que roda em SoftLayer;
· Investiu outros US$ 1 bi no desenvolvimento do Bluemix, plataforma como serviço (PaaS) para Cloud que permite a milhões de desenvolvedores construir aplicações em nuvem rodando em SoftLayer.

A base global de clientes da SoftLayer aumentou em mais de 6 mil novos clientes (cerca de 500 por mês) nesse primeiro ano – o dobro da taxa prevista antes da aquisição pela IBM. O Brasil apresentou uma taxa similar de crescimento em novos negócios. Hoje, no Brasil, a maior demanda pelas soluções SoftLayer partem do segmento de Pequenas e Médias Empresas – cerca de 90%. Porém, o mercado de grandes corporações está crescendo e representa uma grande oportunidade de negócios para a IBM SoftLayer – 24 das 25 empresas listadas na Fortune 500 têm suas infraestruturas baseadas na Cloud da IBM.

Estas organizações estão transformando suas operações para a nova era da nuvem híbrida, necessária para integrar sistemas de engajamento e interação com clientes baseados em plataformas online, móveis ou em social business. Estas empresas começam a notar, cada vez mais, que o dado é o novo recurso natural e que a computação em nuvem é a forma mais eficiente para armazenar e extrair informações estratégicas destes dados, ao mesmo tempo em que protege a privacidade e a segurança destas informações.

Alguns dados de mercado reforçam a representatividade da nuvem para o setor de TI e para os negócios no País*:
– A rotatividade do mercado de nuvem deve chegar a US$ 1 bi em 2017;
– O mercado nacional de computação em nuvem será 211% maior até 2015;
– 33% das PMEs dos BRICs acredita que a computação em nuvem vai ajudar a eficiência de custos, melhorar a movimentação de produtos e desenvolvimento de serviços e ajustar os níveis de serviço em tempo real;
– As contratações de Cloud pelas PMEs devem dobrar em cinco anos, enquanto o número das menores empresas do mundo que usarão pelo menos um serviço de “nuvem” pago triplicará nos próximos três anos.

*dados da Brasscom

Artigos Relacionados

10 mar
O que o Coringa e um hacker têm em comum?
Geral // 0

*Por Maria Fernanda Espinosa – Todo mundo conhece o Coringa. O famoso “jocker” dos quadrinhos, que se mostra um fanático pelo caos e é obcecado pelo Batman. Este é um dos vilões mais famosos, sendo muitas vezes mais aclamado que muitos super-heróis. A mente do Coringa é extremamente complexa. Se você analisar, vai perceber que ele

09 nov
IBM é a empresa de tecnologia mais inovadora
Geral // 0

Fomos reconhecidos, nesta semana, como uma das empresas mais inovadoras do Brasil, de acordo com um estudo feito pela A.T. Kearney e publicado pela revista Época Negócios. Além disso, ganhamos destaque na categoria “Estrutura e Suporte”, que avalia como a empresa monitora o sucesso da inovação e quais são as ferramentas de gestão utilizadas. Ficamos no TOP 10 – 6º lugar

26 jun
A TV vista de uma forma diferente
Geral // 2

*por Marcel Benayon Não faz muito tempo estive nos Estados Unidos para visitar alguns amigos. Um deles me chamou para jantar em sua casa e logo após a refeição as crianças correram para a frente da televisão. Perguntei de qual companhia de TV por assinatura eles eram clientes e meu amigo explicou, com orgulho, que

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por