Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

softlayerEsta semana marca o aniversário de um ano da aquisição da SoftLayer pela IBM. Hoje, a Softlayer é a base da infraestrutura de Cloud Computing da IBM, que continua a investir em sua plataforma de computação em nuvem para consolidar sua excelência neste segmento:

·  Investiu US$ 1,2 bilhão para expandir a presença global da SoftLayer com a inauguração de 40 data centers que, até o final de 2015, cobrirão todas as geografias onde a IBM tem atuação, em cidades como Melbourne (Austrália), Toronto (Canadá) e São Paulo (Brasil);
·  Investiu US$ 1 bilhão na criação da nova unidade de negócio Watson Group, que roda em SoftLayer;
· Investiu outros US$ 1 bi no desenvolvimento do Bluemix, plataforma como serviço (PaaS) para Cloud que permite a milhões de desenvolvedores construir aplicações em nuvem rodando em SoftLayer.

A base global de clientes da SoftLayer aumentou em mais de 6 mil novos clientes (cerca de 500 por mês) nesse primeiro ano – o dobro da taxa prevista antes da aquisição pela IBM. O Brasil apresentou uma taxa similar de crescimento em novos negócios. Hoje, no Brasil, a maior demanda pelas soluções SoftLayer partem do segmento de Pequenas e Médias Empresas – cerca de 90%. Porém, o mercado de grandes corporações está crescendo e representa uma grande oportunidade de negócios para a IBM SoftLayer – 24 das 25 empresas listadas na Fortune 500 têm suas infraestruturas baseadas na Cloud da IBM.

Estas organizações estão transformando suas operações para a nova era da nuvem híbrida, necessária para integrar sistemas de engajamento e interação com clientes baseados em plataformas online, móveis ou em social business. Estas empresas começam a notar, cada vez mais, que o dado é o novo recurso natural e que a computação em nuvem é a forma mais eficiente para armazenar e extrair informações estratégicas destes dados, ao mesmo tempo em que protege a privacidade e a segurança destas informações.

Alguns dados de mercado reforçam a representatividade da nuvem para o setor de TI e para os negócios no País*:
– A rotatividade do mercado de nuvem deve chegar a US$ 1 bi em 2017;
– O mercado nacional de computação em nuvem será 211% maior até 2015;
– 33% das PMEs dos BRICs acredita que a computação em nuvem vai ajudar a eficiência de custos, melhorar a movimentação de produtos e desenvolvimento de serviços e ajustar os níveis de serviço em tempo real;
– As contratações de Cloud pelas PMEs devem dobrar em cinco anos, enquanto o número das menores empresas do mundo que usarão pelo menos um serviço de “nuvem” pago triplicará nos próximos três anos.

*dados da Brasscom

Artigos Relacionados

27 nov
Segurança da informação: resoluções para 2016
Geral // 0

*Por Maria Fernanda Espinosa O que pensamos quando falamos em resoluções para um ano novo? Novas expectativas? Pé direito, talvez? O que realmente as empresas esperam para o futuro? E você? São tantas as dúvidas, que precisamos fazer um check list de tudo e ver se aproveitamos o ano da melhor forma possível. Também é

27 ago
IBM na busca pela conservação da Amazônia
Geral // 0

Acaba de começar mais uma edição do Corporate Service Corps da IBM! Desta vez, o programa global da companhia, que busca capacitar organizações diversas, levou  funcionários do Reino Unido, Estados Unidos, Austrália, Filipinas, Romênia e Japão, além do próprio Brasil, para Belém, no Pará. Lá, vão trabalhar junto com a The Nature Conservancy (TNC) –

25 set
Tecnologia inspira a medicina do futuro
Geral // 2

A saúde é um dos segmentos que a tecnologia pode proporcionar grandes benefícios à sociedade. Desenvolver formas mais eficazes de tratamentos e descobrir a cura para novas doenças são os principais motivos que fazem dessa parceria um casamento perfeito. Especialistas até apontam que o relacionamento entre a saúde e a tecnologia será ainda mais feliz, já que o uso da TI

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por