Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Uma dúvida muito comum entre as pessoas e até entre as empresas é o que fazer com o lixo eletrônico. Como descartar computadores e impressoras, por exemplo? Qual a melhor forma? Quando e em que condições vale a pena recondicioná-los? Cada caso é um caso. O que a maioria das pessoas já sabe é que o descarte incorreto de lixo eletrônico provoca danos ao meio ambiente. Segundo o último levantamento feito pela ONU em 2010, o Brasil aparece como o maior produtor de lixo eletrônico entre os países emergentes. Hoje, a produção nacional do lixo eletrônico está aumentando três vezes mais do que o lixo convencional.

Na contra mão desse cenário aparece a IBM. A empresa, que sempre teve a preocupação com o meio ambiente, começou em 2001, por meio do Banco IBM, que é responsável por toda a parte de leasing, financiamento e remarketing, a trabalhar e a desenvolver a logística reversa, o que com o tempo tornou-se uma linha de negócios lucrativa da companhia. A partir de um estudo e análise para avaliar o quanto de equipamentos e materiais usados poderia ser revendido para o mercado, o que deveria ser encaminhado para a remanufatura e o que seria destinado para a quebra e reciclagem, conseguiu-se transformar uma área que antes gerava custos, em uma atividade que hoje traz lucro para a empresa.

Em 2012 e 2013, cerca de 430 toneladas foram descartadas de maneira correta, sendo que 4% desse total foram reutilizados ou revendidos, 95% reciclados e apenas 1% foi incinerado.

Confira abaixo um boletim com dados sobre essa prática comentada pelo diretor do Banco IBM, o executivo Felippe Melo.

Artigos Relacionados

03 fev
A relação entre os e-mails e as baratas
Geral // 0

Por Eric Bragion* Você já parou para pensar o que o e-mail e a barata têm em comum? Um mito, provavelmente nascido na década de 1960, diz que somente as baratas sobreviveriam a um desastre nuclear. Como explica a Super Interessante, pode ser até que a teoria tenha fundamento, afinal, as “baratas são mais resistentes

01 maio
Elementar, meu caro
Geral // 0

*Por Bruno Favery – Um antigo provérbio diz: se quiser ir rápido, vá sozinho. Se quiser ir longe, vá em grupo. Esta velha máxima se encaixa muito bem na lógica de raciocínio que trago nas próximas linhas e, acredite, tem tudo a ver com o futuro da tecnologia e com a era cognitiva. Se avaliarmos

25 out
Entenda como o Watson ajudou Alex da Kid a criar a música “Not Easy”
Geral // 3

A criatividade é uma capacidade humana de grande valor universal. Ao contrário do que muitos podem pensar, a tecnologia pode sim nos ajudar a sermos mais inventivos. Estamos falando da chamada “Criatividade Cognitiva”, que significa aumentar a capacidade de criação humana com o poder da inteligência artificial nos proporcionando novas ideias, histórias e conceitos nunca

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por