Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Se depender dos avanços da tecnologia, sim.
A relação entre os homens e os computadores será cada vez mais próxima graças à computação cognitiva, que permite que os sistemas se “tornem” cada vez mais humanos.
Antes, o papel da computação era a automatização de tarefas e aumento da velocidade de transações, mas, agora, os sistemas cognitivos tornaram o computador uma peça-chave para melhorar a nossa capacidade de tomar decisões. Esses sistemas aprendem a fazer coisas da mesma forma que nós, seres humanos, aprendemos.

A computação cognitiva irá mudar a relação entre os seres humanos e a tecnologia da informação, assim como o e-business, os tables, smartphones e as redes sociais mudaram (e vem mudando) há alguns anos.Muita pesquisa colaborativa está em andamento para aprofundar nossa compreensão sobre a relação entre sistemas cognitivos e o homem.

O Watson, sistema cognitivo da IBM, representa o início de uma era em que será possível conversar naturalmente com uma máquina. Inclusive,. sua capacidade cognitiva já está ajudando médicos acriar diagnósticos mais precisos de acordo com o perfil do paciente. Em entrevista à Info Exame, Mike Rhodin, líder do Watson Group, unidade de negócios criada em fevereiro pela IBM, há trabalhos sendo feitos também com a indústria farmacêutica para testes de remédios.
E, mais cedo ou mais tarde, quando ligarmos para nossa operadora de telefonia celular para mudar nosso plano ou comprar um novo serviço seremos atendidos por um Watson, que nos conhecerá muito mais que um operador convencional. Isso já está acontecendo dentro de algmas empresas nos Estados Unidos.
A computação cognitiva está transformando a maneira com que as empresas lidam com grande volume de dados e será a grande aliada para, mudar a forma como as pessoas trabalham e o que são capazes de fazer. O Watson nunca substituirá o ser humano, mas será fundamental para potencializar sua inteligência e capacidade de execução.

Artigos Relacionados

01 ago
O que aprendi sobre computação cognitiva aos 10 anos
Geral // 3

– Por Daniela Nudel – Há alguns anos queria entender por que meu pai havia decidido voltar a estudar. Poxa, eu era criança, estava há um tempão tentando acabar logo a escola e um dia meu pai chega em casa dizendo que iria voltar a estudar, como assim? Era um tal de doutorado. Ele iria dedicar noites

22 abr
Do StarTAC ao Iphone, do PC ao tablet. O lixo tecnológico não pode dominar o mundo
Geral // 0

*por Mariana Riscala – Quem aí se lembra do StarTAC?  Em 1996, era o celular do momento. Moderno, descolado… A cara da mobilidade! Isso foi há exatos 20 anos. E depois do StarTAC ainda vieram tantos outros aparelhos celulares… Se falarmos em computadores, então, a lista de “velharias” aumenta! Há 10 anos os computadores eram maiores, mais pesados

14 set
World Community Grid: saiba como seu smartphone ou tablet pode ajudar a ciência
Geral // 0

Hoje em dia, a facilidade está na palma de nossas mãos. Conseguimos comprar, vender, estudar, ler notícias etc por meio de tablets e smartphones. Mas você sabia que a partir de agora esses aparelhos oferecem outra funcionalidade e que ainda por cima ajudam na saúde e desenvolvimento científico? É a computação voluntária! Funciona da seguinte forma: você colabora por meio do tempo

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por