Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)


Na semana passada, a IBM anunciou em um artigo publicado na Revista Sciense que desenvolveu um chip que simula a maneira com que a mente humana reconhece padrões. Chamado de True North, o chip usa energia equivalente a um aparelho auditivo comum e pode, eventualmente, desenvolver cálculos que desafiam supercomputadores hoje. O projeto foi desenvolvido pelo time de  SyNAPSE do IBM Research, nos Estados Unidos, em parceria com a Agência de Projetos de Pesquisa Avançados de Defesa e cientistas de diversas universidades.Esta nova tecnologia pode revolucionar a computação porque opera como o “lado direito” do cérebro, onde estão às funções que processam a informação percebida pelos sentidos, conseguindo interpretar atos como a mente humana. Por exemplo, o processador pode reconhecer uma mulher em um vídeo pegando uma bolsa ou controlar um robô colocando a mão em um bolso e pegando uma moeda. Os computadores e robôs atuais têm dificuldade de “entender” essas ações.Em protótipo, o True North pode ainda ser usado com outras tecnologias de computação cognitiva, como IBM Watson, para criar sistemas que aprendem, raciocinam e ajudam as pessoas a tomarem melhores decisões.

As malhas interligadas de transistores, semelhantes às redes neurais do cérebro,permitem que o novo chip funcione como a mente humana. Esses “neurônios” eletrônicos do chip conseguem sinalizar quando um tipo de dado – a luz, exemplo – ultrapassa um centro linear.
Depois, organiza essas informações em padrões sugerindo as mudanças, conforme a luz vai ficando mais brilhante ou mudando de forma.
Cada um dos novos chips da IBM possui 5,4 bilhões de transistores e consome 70 miliwatts de energia. Os modernos processadores disponíveis hoje no mercado em computadores pessoais e centros de processamento de dados possuem 1,4 bilhões de transistores e consomem de 35 a 140 watts. Este é um avanço relevante para a computação por possibilitar o aumento da a velocidade dos processadores sem correr risco de superaquecimento.
Na opinião do Ethevaldo Siqueira, comentarista da CBN, o maior avanço em microeletrônica da atualidade é o True North, confira:

Artigos Relacionados

07 nov
Carro do futuro: das telas do cinema para as ruas
Geral // 0

Quem já assistiu “Eu, robô” e se imaginou dentro do carro pilotado pelo detetive Del Spooner, interpretado pelo ator Will Smith? O que antes era somente projetado no cinema, hoje está sendo fabricado com muitas aplicabilidades, preparado para uma “ultraconexão” em rotas na cidade. Muitos veículos com sistema de navegação, conexão de voice mail e telefone e reconhecimento de deslocamento já estão

06 dez
Ninguém coleciona dados por prazer – As plataformas abertas e o futuro da inovação
Geral // 0

Você já parou para pensar como a tecnologia mudou as nossas vidas nos últimos dez anos? Itens indispensáveis, como guia de ruas com mapas ou discos de música, simplesmente viraram artigos de sebo. Na última década, hábitos como frequentar a locadora do bairro ou ficar na fila do banco para ver o extrato da conta,

12 jun
Um ano pra contar uma história de 100
Geral // 0

Sempre fui uma pessoa propensa a gostar de tecnologia. Quando criança me divertia no computador e no videogame. Hoje, não me imagino sem uma câmera digital e softwares de edição de foto e vídeo. Sempre adorei as facilidades e o fator entretenimento do mundo moderno. Apesar dessa afinidade, nunca entendi bulhufas de como funcionam os

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por