Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

IoT-GraphicNa primeira quinzena deste mês, o post “Será o fim da falta de bateria em um mundo super conectado?” abordou que estamos cada vez mais conectados e dependentes de fontes de energia.
Com tantos equipamentos “inteligentes”, a necessidade de armazenamento de dados cresceu exponencialmente e passamos a ouvir constantemente sobre o big data. Parte destas informações já pode ser utilizada pelas empresas para direcionar seus negócios, como possibilitou a parceria entre a IBM e o Twitter.
Apesar de tantos avanços, a IBM estima que 90% de todos os dados gerados por smartphones, tablets, veículos conectados e equipamentos nunca são analisados ou colocados em prática, um desafio para a Internet das Coisas (IoT). “O conhecimento cresce com cada dispositivo ou sensor que esteja na rede, mas frequentemente não focamos neles, mesmo sabendo que podemos obter melhores resultados; é uma oportunidade rica e abrangente que transformará os negócios”, afirma o vice-presidente sênior da IBM Analytics, Bob Picciano.
Diante desse cenário, a IBM anunciou um investimento de US$ 3 bilhões nos próximos quatro anos em uma nova unidade de IoT que terá como base o IBM IoT Cloud Open Platform for Industries, plataforma aberta baseada em nuvem que visa auxiliar clientes e parceiros de diferentes indústrias a integrar dados em tempo real e insights de diferentes fontes nas operações. Isso possibilitará, por exemplo, que as seguradoras obtenham dados de veículos conectados e, assim, tenham novos modelos de precificação e serviços altamente customizados a seus motoristas.

                 
Uma nova parceria anunciada pela IBM com a The Weather Company também retrata as capacidades do novo sistema. Com o apoio de mais de 100 mil sensores de tempo particulares, aviões e drones, as duas empresas ajudarão os clientes a entenderem os impactos do tempo nos resultados de negócios de modo a aperfeiçoar as áreas de negócios afetadas por mudanças climáticas. O IDC aponta que em 2020 serão 28,1 bilhões de unidades de dispositivos IoT instalados, o que oferecerá um enorme valor agregado na economia global: U$ 7 trilhões previstos pelo IDC e U$ 1,9 trilhões projetados pelo Gartner.
O meteorologista Jim Cantore fala sobre a relação do tempo com o business. Confira o vídeo:

Artigos Relacionados

13 out
IBM está entre as campeãs do Anuário Tele.Síntese
Geral // 0

Inovação é o DNA da IBM. Nosso objetivo é criar serviços e soluções que beneficiem você, cidadão, a sua cidade e o nosso planeta. Por isso, na última semana, a Big Blue foi reconhecida por uma de suas iniciativas: o Intelligent Operations Center (IOC) pelo Anuário Tele.Síntese de Inovação em Comunicação, na classificação “Fornecedores de

14 out
Como a inovação aberta chega até nós?
Geral // 0

*Por Kelly Bassi Toda vez que me deparo com um desafio costumo dividi-lo com alguém próximo à situação. Minha expectativa é que essa pessoa ajude com alguma contribuição, pois sempre ouvi que “duas cabeças pensam melhor que uma”. Sábio ditado popular! Tão útil que vem sendo usado pelas empresas que trabalham com o conceito de open innovation, em português, inovação aberta

05 out
O dia em que o Chef Watson transformou alho poró em sobremesa
Geral // 3

*Por Kelly Bassi Minha curiosidade foi nas alturas quando fiquei sabendo que os estudantes de Gastronomia da Universidade Anhanguera de São Paulo usariam o aplicativo Chef Watson para criar receitas inéditas e que fariam parte de um concurso de culinária da faculdade. Para quem não lembra, o app, desenvolvido pela IBM, utiliza a computação cognitiva para dar recomendações culinárias.

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por