Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

*Por Maria Fernanda Espinosa e Giulia Bressani
Exatamente neste momento pessoas do mundo inteiro estão compartilhando informações com diversas marcas por meio de seus smartphones, tablets e outros dispositivos móveis em busca do melhor produto ou serviço para suas necessidades. Se identificou? Pois é, esse consumidor poderia ser eu ou você e todos esses dados que jogamos nas redes sociais estão ajudando milhares de empresas a criar experiências personalizadas e individuais para cada pessoa.
E mesmo com tanta informação disponível sobre o perfil dos consumidores, somente 35% deles aprovam a publicidade que recebem das suas marcas favoritas. Quatro em cada cinco pessoas dizem que as empresas não entendem suas reais necessidades, como aponta um estudo recente da IBM. Ou seja, as empresas ainda têm um vasto campo a explorar para enriquecer a experiência de compra de seus clientes.
Na última semana, a IBM promoveu o Amplify 2015, evento realizado em San Diego para mostrar o que os executivos de marketing podem fazer
para trazer relevância para cada interação com seus consumidores.
Na ocasião, o gerente-geral da unidade de Commerce da IBM, Deepak Advani, explicou que ainda falta maturidade para as companhias do mundo todo, principalmente da parte dos CMOs (Chief Marketing Officers), para lidarem com os dados disponíveis e estruturarem os mesmos para direcionar valor a seus negócios, criando experiências personalizadas para os consumidores. O executivo ressaltou, ainda, a parceria com o Facebook – noticiada neste canal na semana passada – que revolucionará a forma como as empresas se relacionam com seus clientes.
O mesmo evento apresentou diversos casos de sucesso para ilustrar como a experiência do cliente está sendo avaliada e tem dado retorno para empresas de diferentes ramos de atuação. Um deles foi o da Teleflora, líder mundial em entrega de flores. A companhia está utilizando programas digitais sofisticados de marketing para criar experiências significativas para seus consumidores. As ofertas conduziram a empresa a atender seu cliente de forma singular, lembrando datas comemorativas de familiares, gerenciando suas aquisições e também possibilitando acesso às novidades da floricultura.
A IBM também apresentou o caso do Homebase, um dos maiores varejistas em Casa&Jardim do Reino Unido, que contou com a IBM para criar experiência personalizadas em compras, transformando a companhia em um verdadeiro varejista multicanal (omnichannel). Os principais resultados desse estão no infográfico abaixo:

 

Artigos Relacionados

19 nov
Você conhece a revista “Pense”?
Geral // 0

A IBM está presente em mais de 170 países e possui mais de 430 mil funcionários em todo o mundo, ou IBMistas, como chamamos por aqui.Por ser uma empresa com presença em tantos lugares, sempre ouvimos de jornalistas, estudantes ou pessoas que acompanham a tecnologia que gostariam de conhecer um pouco mais do “mundo IBM”. O que acontece “aqui dentro”, como tudo

13 jan
20 invenções por dia colocam a IBM na liderança de patentes em 2014
Geral // 0

Em uma época em que as máquinas e o homem estabelecem um relacionamento cada vez mais próximo, ouvir sobre inovação não é só uma constante, mas uma necessidade das empresas a todo o momento. Na verdade, o conceito que parece atual já havia sido explorado pelo economista Joseph Schumpeter em seu livro Teoria do Desenvolvimento Econômico (Die Theorie

17 ago
IBM School: a inteligência artificial chegou no marketing e na comunicação
Geral // 4

*por Mariana Lemos Ouvi de um influenciador que uma grande empresa de tecnologia funciona como uma caixa preta de avião.  Embora todos saibam que há um importante propósito para ela existir, fica difícil saber o que se passa lá dentro. Bem, de certa forma ele tem razão. A dinâmica de uma empresa de TI não

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por