Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

*Por Mariana Lemos e Maria Fernanda Espinosa

Facebook e IBM anunciaram uma parceria inédita que promete mudar a forma como as empresas se relacionam com seus consumidores, permitindo a oferta de campanhas personalizadas e que atingirão o público certo, na hora certa e com a mensagem apropriada. A parceria ainda vai além, porque possibilitará a análise do comportamento dos consumidores em relação às
marcas. As duas gigantes entendem que seus negócios são complementares.
O Facebook é a maior rede social do mundo e gera trilhões de dados diariamente. Na outra ponta, a IBM possui tecnologia ímpar em análise de dados e comportamento (analytics) que permitirá ao Facebook obter insights valiosos e precisos sobre como seu público se comporta e o que ele espera. Mas o que isso muda na sua vida? O facebook possui 1.44 bilhões de usuários no mundo e 89 milhões de acessos mensais apenas no Brasil. É um volume de dados inimaginável, que agrega informações de perfis, likes, comentários, cliques, buscas e conversas de chat.
Agora, imagine que você está navegando na internet e, de repente, lembra que quer comprar uma raquete de tênis para finalmente se dedicar ao sonho de praticar seu esporte predileto. Bem, você compara os preços disponíveis e decide deixar essa compra para depois. Em uma nova aba, você abre o Facebook e começa a navegar pelo feed de notícias, quando um anúncio de raquete de tênis aparece na sua rede. Alguns pensam que é o destino, outros atribuem esse fato à tecnologia (estão certos). Sempre há os que julgam o conteúdo como invasivo (estes podem desabilitar determinados plugins). O fato é que esta inteligência é realmente um advento da TI e da análise de dados. Mas isso é só o começo, é só o que você enxerga. A parceria entre IBM e Facebook  irá bem além disso, porque analisa comportamentos dos consumidores em relação às marcas.
Vivemos a era da personalização e das relações E2E (everyone to everyone – ou, de todos para todos). Um anúncio já não nos interessa tanto quanto um conteúdo qualificado e entendemos que negócios são feitos por pessoas que trabalham em empresas, ou seja, criar nossas redes é de fundamental importância para nosso círculo social e profissional. A parceria da IBM com o Facebook mostra que há um potencial gigante de aprendizado nas companhias, que poderão entender como gerar relevância e personificação para seus consumidores, abordá-los de maneira eficaz e, por fim, gerar mais receita, equilibrando a balança de oferta e consumo.

 

Quer saber mais? Dá uma olhada nesta matéria do Meio&Mensagem


Curiosidades sobre o mercado de Consumo

Artigos Relacionados

22 ago
A mobilidade além dos tablets e smartphones
Geral // 2

Semana passada recebemos no Brasil a principal executiva mundial da IBM para mobilidade, Marie Wick, uma entusiasta desta tecnologia que está impactando cada vez mais o dia a dia das pessoas e de corporações de diferentes segmentos e indústrias. Ela falou muito sobre o Brasil e como estamos avançados na adoção e utilização de tecnologias móveis. Também falou sobre

21 jan
Quem poderá salvar o varejo?
Geral // 0

*Por Maria Fernanda Espinosa Imagine a seguinte situação. Você agenda as tão sonhadas férias para os Alpes Suíços. Agora, só falta comprar roupas de frio e adereços para sobreviver às baixas temperaturas. O ideal é pesquisar bastante sobre preços e oportunidades para não cair nas famosas pegadinhas do mercado. Huummm… Quem poderá te ajudar nessa missão, dando dicas sobre vestimentas e

30 abr
IBM encaixa mais uma peça no quebra-cabeça da computação quântica
Geral // 0

 *por Mariana Lemos Já ouviu falar em Computação Quântica? A IBM trabalha para montar as peças deste quebra-cabeça há 30 anos. Nesta semana a Big Blue anunciou, mundialmente, um grande passo, que nos deixa mais próximos do tão esperado computador quântico: um circuito capaz de detectar erros próprios do qubit – unidade de informações quânticas. Os qubits, num computador quântico,

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por