Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

* por Mariana Lemos

Se uma pessoa lhe falasse: “eu vivo nas nuvens”, o que passaria pela sua cabeça? Que ela vive feliz, tranquila, satisfeita e com pensamentos leves? Bem por aí, vai! Mas, quando o Geraldo Guimarães, consultor da IBM Brasil para os mercados de energia, gás e água, nos disse que vivia nas nuvens, ele estava falando sério.

No trabalho, Geraldo visita os clientes e prospects da IBM, entende suas reais necessidades e lidera equipes que criam soluções de tecnologia especializadas para cada empresa. Soluções na nuvem, diga-se de passagem! Fora do trabalho, é um paraquedista apaixonado pelo esporte, que carrega mais de mil saltos em sua coleção (e não pretende parar por aí). Ele já é  profissional, inclusive trabalha como instrutor aos finais de semana.

 

E a pergunta que não quer calar: como é estar – de fato – nas nuvens? Geraldo contou que durante um salto, passar por uma nuvem é como ganhar um presente! São pouquíssimos segundos que parecem minutos. “Você se sente amortecido. É como cair numa montanha de algodões. Nessa hora, não se enxerga nada. A sensação é maravilhosa. Depois, quando saímos da nuvem, o salto continua e é possível ver tudo outra vez”, conta. Mas nem tudo são flores. Algumas nuvens ficam carregadas de chuva, então é preciso tomar cuidado para não se machucar.

 

Na tentativa de entender a fundo como este esporte passou a fazer parte da rotina deste corajoso executivo, batemos um papo com ele, que contou curiosidades inusitadas.

Fala, Geraldo!

Artigos Relacionados

11 jul
O mundo de dados que existe por trás do código de barras, QR Code e RFID
Geral // 0

A tecnologia está tão presente nas nossas vidas, seja por meio de tablets, smarthphones, computadores, chips, entre tantas outras coisas, que muitas vezes não nos damos conta. Hoje em dia é difícil imaginar como seria as nossas vidas sem as facilidades que a tecnologia nos proporciona, muitas vezes com um simples toque na palma da

14 ago
Como o chip que imita o cérebro pode revolucionar a computação
Geral // 0

Na semana passada, a IBM anunciou em um artigo publicado na Revista Sciense que desenvolveu um chip que simula a maneira com que a mente humana reconhece padrões. Chamado de True North, o chip usa energia equivalente a um aparelho auditivo comum e pode, eventualmente, desenvolver cálculos que desafiam supercomputadores hoje. O projeto foi desenvolvido

06 set
Agricultura Digital: o sonho da fazenda conectada já é possível no Brasil?
Geral // 0

*Texto por Maria Fernanda Espinosa e Mayara Soares / Vídeo por Bruno Favery e Ellen Simão / Fotos: Pedro Pavanato Antes de falar sobre como foi o Colloquium, encontro entre acadêmicos, profissionais do mercado e experts do laboratório de pesquisas da IBM Brasil, vamos contar uma história. Mariana Vasconcelos, uma menina de Itajubá, Sul de Minas

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por