Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

*Kelly Bassi e Mariana Lemos
Pelo 23º ano consecutivo a IBM é a empresa que mais teve patentes concedidas nos Estados Unidos pelo USPTO, órgão onde é registrada a maior parte das invenções no mundo. Em 2015, a Big Blue teve 7.355 patentes concedidas, sendo que, destas, 2 mil são da área de computação cognitiva e de plataformas na nuvem. Ok, mas por que isso é importante para a IBM? Parece que estamos falando das criações do Professor Pardal, personagem amigo do Tio Patinhas e do Pato Donald…lembra?
Simplificando, as patentes são registros de uma nova forma para resolver determinado problema. Aquele que descobre e registra o novo caminho para solucionar certo desafio tem sua ideia protegida pelo Estado por um período para que possa explorá-la comercialmente. Isso significa que as empresas inovadoras investem em Pesquisa e Desenvolvimento para incentivar novas criações e veem na patente uma forma de protegê-las. Por isso, muitos falam que “mais vale uma invenção patenteada do que uma boa ideia voando”.
O assunto de patentes é tão relevante para a IBM que a empresa possui até um título chamado IBM Masters Inventor. Os pesquisadores com essa nomeação têm a missão de desenvolver novas invenções para serem patenteadas e orientar cientistas menos experientes para criar suas patentes, isso porque o processo de registro de patentes é bem complexo. Envolve desde o surgimento da ideia à aprovação da IBM se vale registro, até sua defesa e concessão. Ao todo, demora cerca de 3-4 anos para serem registradas nos Estados Unidos. No Brasil, o mesmo processo ainda leva cerca de 11 anos, mas existem iniciativas para diminuir este tempo e tornar o país mais inovador.
Os Masters Inventors possuem pelo menos 12 patentes submetidas ao USPTO no período de três anos, sendo que uma delas precisa ter grande relevância para o negócio da IBM. Esses caras são gênios, né? Nós conversamos com os dois Masters Inventors do Laboratório de Pesquisa da IBM Brasil, nomeados no final de 2015, e aprendemos muito com eles sobre patentes. Nosso bate-papo com a Silvia e o Carlos foi longo e você pode conferir os principais assuntos da nossa conversa neste vídeo.

Artigos Relacionados

04 fev
Quer solucionar um problema? Crie um APP! Hackathon Olhar Digital, o que rolou
Geral // 1

*por Mariana Lemos O ano mal começou e já sinto que se passaram seis meses. Se deslocar em São Paulo #nãotáfácil, então peguei trânsito e cheguei atrasada para assistir a final do ‘Guru Eletrônico’ – Hackathon que o Olhar Digital promoveu no Mackenzie – SP nos dias 2 e 3 de Fev. Ainda bem que

09 jun
O seu banco cuida da sua experiência?
Geral // 0

Quando você está próximo dos 30 anos sua cabeça e sua carteira começam a ficar mais conscientes. Ou é isso ou estamos fadados a viver de forma um pouco desconfortável na velhice. Bem, como estava me aproximando desta idade tão famosa de Balzac, fui atrás de algumas formas de investimento. Fiquei um pouco contrariada com

08 jul
Nanotecnologia: olhando o mini para fazer grandes mudanças
Geral // 0

 *Por Kelly Bassi A nanotecnologia é a ciência que estuda a manipulação de matérias em escala atômica e molecular para criar novos materiais, produtos e processos. Cuidar dessas partículas tão pequenas já mudou muitas coisas em nossas vidas. Um exemplo bem próximo são os microprocessadores que estão cada vez menores e com maior poder computacional. O resultado destas pesquisas em nanotecnologia está em suas

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por