Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

TIO profissional de TI é um dos mais requisitados hoje em dia. Com a evolução da tecnologia e as empresas investindo cada vez mais na transformação digital, este é um dos cargos com maiores e melhores perspectivas para o futuro. Como tudo na vida se transforma e evolui, o segmento de tecnologia está passando por uma mudança e isso inclui o perfil de seus profissionais.

Quem trabalha com TI está diretamente ligado ao progresso e à organização das empresas, governos e da sociedade como um todo. O setor se divide basicamente em três áreas de atuação: infraestrutura, software e banco de dados. Mas, qual a conexão entre esse profissional e o storytelling?

compliance-storytelling

Bom, vamos por partes. Primeiro, o que é storytelling? Simplificando, é a capacidade de criar e montar histórias impactantes e inesquecíveis que “vendem” uma ideia, propósito, conceito ou projeto. Ou seja, é uma forma ou metodologia para você persuadir e convencer. Essa é uma técnica muito usada no cinema e na publicidade, por exemplo, onde encantar o público é fundamental.

“Uma cultura não pode evoluir sem histórias honestas e poderosas. Precisamos de histórias verdadeiras, sátiras, tragédias, dramas e comédias para elucidar os rincões mais sujos e escuros da psique humana e da sociedade “. Robert Mackee, o mestre do storytelling

Agora vamos à conexão. Como mencionado, o perfil do profissional de TI está mudando. Tecnologia da Informação não é mais simplesmente uma área de informática e quem trabalha com isso não é apenas “o menino do computador”. O departamento de TI, mais do que nunca, é uma área estratégica capaz de gerar resultados significativos e transformadores para uma organização. Mais do que gerenciar projetos ou implementar serviços, o novo profissional de TI precisa identificar oportunidades para a aplicação de novas ferramentas tecnológicas, além de administrar equipes e interagir com outras áreas de negócio.

E como a integração e capacidade consultiva se destacam é preciso aprender a impactar, gerar empatia e levar a informação da maneira mais sedutora e interessante possível. É aí que o storytelling entra na jogada e é nesse momento que você pode fazer bom uso dessa maravilhosa técnica.

we-all-have-a-story-to-tellPois, quanto mais segurança na transmissão de uma mensagem, mais capacidade de conexão emocional com seu público você terá. Assim fica mais fácil fazer com que eles embarquem na sua ideia, trabalhem com você e que seu projeto ganhe a devido atenção. O segredo nem sempre é o resultado ou o benefício. Muitas vezes é como você conduz sua linguagem para o espectador, mostrando numa jornada emotiva como ele será beneficiado e como ele será prejudicado caso não siga seu conselho.

Isso porque nós, seres humanos, tomamos decisões emocionalmente para depois justificá-las de forma lógica. E a chave é a empatia. Descobrir o que toca a sua audiência, as pessoas com quem está dialogando e conduzir sua história mostrando como a sua ideia pode alterar a jornada de um cliente, da sua equipe ou da própria empresa.

É preciso repassar os dados de forma clara e concisa, sem precisar apelar para detalhes técnicos sobre como o big data está sendo usado, por exemplo. É necessário focar na necessidade ou resultado real. Os detalhes operacionais pouco serão entendidos efetivamente dependendo das pessoas com que estiver dialogando.

Se você tem visão, ambição, vontade de implementar projetos e inovar, fique sabendo que o que sempre dificulta novos investimentos ou ideias é o medo do desconhecido, a insegurança em sair da zona de conforto e de realmente mudar a situação atual. Então faça sua parte, emocione a todos e convença que a sua história é a que todos devem embarcar.

Quer entender mais sobre Storytelling de maneira rápida e fácil? Saca só esse podcast do Rodrigo Giaffredo, Inovation Catalyst da IBM. Ele disseca o tema como ninguém:  *Texto por Bruno Favery

Artigos Relacionados

26 ago
Como construir uma casa pode ajudar a entender o Watson Analytics?
Geral // 0

* Por Kelly Bassi e Maria Fernanda Espinosa – O que precisamos para construir uma casa? O tijolo! Sim, por mais óbvio que seja, sem ele não há paredes ou tetos. Mas onde queremos chegar com esse papo de construção? Queremos explicar definitivamente a diferença entre Watson e Watson Analytics – sim, são soluções diferentes,

30 ago
Três razões para celebrarmos a chegada do Watson Oncology ao Brasil
Geral // 0

*Por Claudio Ferrari – “If you cannot measure it, you cannot improve it.” (Sir William T. Kelvin , Matemático, Físico e Engenheiro – 1824 – 1907) O lançamento do Watson for Oncology marca a chegada da computação cognitiva aplicada à saúde no Brasil. Temos três boas razões para comemorar esse novo momento da medicina. 1. Poderemos ser

24 ago
7 dicas para ser uma pessoa mais produtiva
Geral // 0

*Por Maria Fernanda Espinosa – Eu sou uma pessoa que perde o foco fácil. Muitos emails, prioridades, conversas paralelas, notícias e … Pá! Quando vejo já me distraí com mais uma informação relevante. Sempre me cobrei muito por esse comportamento, mas cheguei à conclusão que isso não quer dizer que sou uma má profissional. Muito

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por