Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

34571932036_fa720452d1_cO Watson está cada vez mais envolvido em projetos legais. Já falamos do seu auxílio no combate ao câncer, como pretende revolucionar as visitas aos museus e também de como ajudou a escolher o vencedor de um concurso de cosplay, na Comic Con Experience Recife. Dessa vez, a plataforma de computação cognitiva da IBM vai invadir o universo games para ampliar a experiência do jogo de realidade virtual Star Trek: Bridge Crew, da Ubisoft.

A famosa produtora de games tinha um desafio em mãos: fazer um jogo pensado totalmente para a realidade virtual (VR) e oferecer uma imersão sem precedentes. Eis que o Watson entra na jogada. Para melhorar a experiência do jogador, a Ubisoft fez uso das tecnologias da IBM para inserir comando de voz ao jogo. Ou seja, ao invés do tradicional apertar de botões você pode gritar, instruir e distribuir ordens verbalmente aos tripulantes da sua espaçonave. Muito legal isso!

giphy (1)Em Star Trek: Bridge Crew o foco é o multiplayer, ou seja, se divertir com seus amigos. O jogador fará parte da Starfleet e vai se aventurar pela galáxia e enfrentar os seus perigos. Esqueça Capitão Kirk, Spock e sua turma, neste game somos apresentados a uma nova nave, a U.S.S. Aegis. Como membro da Federação, você e os jogadores deverão completar a importante missão de explorar um setor ainda não mapeado da galáxia: o Trench. Para isso, as ações e decisões que tomarem juntos serão essenciais. Ou seja, a interação é a grande sacada do jogo. A parte divertida (e inédita) é justamente que você vai poder interagir com seus amigos e com os personagens do jogo, utilizando apenas sua voz. Isso vai alavancar o futuro da realidade virtual e trazer à tona uma experiência totalmente imersiva.

Para que tudo isso pudesse funcionar, a IBM criou um software especialmente para o jogo, chamado VR Speech Sandbox, que combina Watson Unity SDK com dois outros serviços, Watson Speech to Text e Watson Conversation. Esses recursos são APIs responsáveis pela análise e interpretação do comando de voz, com capacidade de compreender a intenção da fala em linguagem natural.

Star Trek: Bridge Crew, estará disponível para PlayStation VR, HTC Vive e Oculus Rift no final do ano. A produção está sob os cuidados da Red Storm Entretainment, que auxiliou no desenvolvimento de jogos como Far Cry 3 e The Division. A ideia aqui é usar o dispositivo de realidade virtual para interagir com outros membros e controlar a sua nave enquanto explora o Universo.

Caso esteja curioso, aqui está uma amostra do que está por vir:

E se você tem medo do que novas tecnologias podem trazer para o futuro, como diria o sábio capitão Spok: “Mudança é o processo essencial de toda a existência” (Change is the essential process of all existence).

* Por Gabriela Almeida

Artigos Relacionados

03 jun
Roland Garros: a tecnologia me ajudou a ganhar uma aposta
Geral // 0

– Por Bruno Favery – Durante o torneio de tênis Roland Garros, o mais charmoso Grand Slam, acontece um ritual em casa. Todo domingo meu pai e eu preparamos uma bela macarronada, assistimos às partidas do dia e o mais importante: apostamos nos resultados.  O hábito já leva 11 anos e nasceu na mesma época em

28 out
Watson amplia os horizontes da educação no Brasil
Geral // 0

A discussão de que a tecnologia e a educação são aliadas já acontece há um bom tempo, mas nos últimos anos tenho visto iniciativas que comprovam os benefícios desta união. Agora, além de falar sobre internet, laptops e tablets em sala de aula, incluo o uso da inteligência artificial para ajudar o trabalho dos professores.

22 abr
Do StarTAC ao Iphone, do PC ao tablet. O lixo tecnológico não pode dominar o mundo
Geral // 0

*por Mariana Riscala – Quem aí se lembra do StarTAC?  Em 1996, era o celular do momento. Moderno, descolado… A cara da mobilidade! Isso foi há exatos 20 anos. E depois do StarTAC ainda vieram tantos outros aparelhos celulares… Se falarmos em computadores, então, a lista de “velharias” aumenta! Há 10 anos os computadores eram maiores, mais pesados

Comentários

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por