Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Já falamos como a inteligência artificial é uma realidade no Brasil, mostrando casos práticos de empresas que têm usado Watson, plataforma de computação cognitiva da IBM para negócios, nas mais diferentes formas e áreas.

Então, por que volto aqui? Porque trago novidades!

Para a Big Blue, o mercado brasileiro de IA já é considerado um dos mais maduros no mundo. Já são centenas de startups e parceiros comerciais criando ou implementando projetos nessa área.

A Volkswagen decidiu facilitar a vida do motorista do novo sedã Virtus quando o assunto é manual do carro. Na hora do aperto, não é mais preciso folhear as páginas para tirar dúvidas sobre o carro. Um assistente cognitivo interage com o motorista por um app e ajuda a encontrar a resposta a suas dúvidas ou problemas. E quando faltam palavras para expressar aquela luz piscando sem parar no painel?

Não tem problema! Uma aplicação do Watson, chamada Visual Recognition, consegue reconhecer o que o ponto reluzente significa. Então, basta tirar uma foto do painel no app e o assistente lhe passa informações para resolver a questão. Simples assim. Eu, que não entendo nadinha de carros, adorei a opção. A montadora também apresentou um caminhão na Fenatran que falava com os motoristas sobre os diferenciais do caminhão e-Delivery. O projeto com Watson foi elaborado pela agência Lâmpada e a parceira da IBM, Nexo.

virtus

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As férias escolares estão chegando ao fim!

Mas os alunos da Saint Paul, Fundação Dom Cabral, grupo Ser Educacional e Anhembi Morumbi têm um novo motivo para se animar com o começo do ano letivo, porque a inteligência artificial passa a fazer parte da sala de aula. Na escola de negócios Saint Paul, o modelo de oferta de educação foi renovado. Imagine você escolher o que quer estudar assim como escolhe um filme na Netflix. Pois é, com a plataforma LIT, da Saint Paul, isso é possível. Ensino on demand e personalizado com direto a definir o tempo disponível para estudar e formato em que quer receber o material de estudo. Para completar, a LIT terá o Paul, um tutor virtual que utiliza a tecnologia de inteligência artificial da IBM para ensinar conteúdo e personalizar o processo de aprendizagem dos usuários. A aplicação estará disponível a partir de março via aplicativo para celular, tablet ou desktop.

FDC

O grupo Ser Educacional também anunciou a tutora tecnológica Sofia, que irá auxiliar professores e universitários na disciplina de Empreendedorismo. Já para os alunos de ensino executivo da Fundação Dom Cabral, a IA vai além da consulta convencional. No novo espaço TREE Lab, localizado no Campus Aloysio Faria (MG), alunos poderão interagir com Watson para tirar dúvidas sobre a programação acadêmica do espaço e ter informações extras sobre diversas disciplinas que aprendem em sala de aula.

interessante conta mais

Conto! Ô se conto! O Banco Original criou a Ori, uma solução que permite ao cliente mexer na conta em apenas alguns comandos. Olha só! A Ori interage de forma simples e com linguagem natural humana, características que as aplicações do Watson trazem ao projeto. O cliente pode perguntar por mensagem de texto ou de voz questões como: “Ori, quanto eu gastei com Uber no cartão?”, “Qual é a cotação do dólar hoje?”, além de solicitar ações como “Transfira 10 reais para João” e a transação será efetuada de maneira segura. A solução está em beta teste e neste primeiro momento, mil clientes selecionados pelo banco já estão interagindo com a Ori.

Na área de saúde, também temos novidades.

De acordo com a Sociedade Americana do Câncer, cerca de 50 mil pesquisas oncológicas são publicadas anualmente. Além disso, estudos da American Clinical and Climatological Association mostram que a informação médica irá dobrar a cada 73 dias até 2020. Para ajudar sua equipe a lidar com essa grande quantidade de dados, o Instituto do Câncer do Ceará (ICC), passa a usar a solução cognitiva para resumir atributos médicos-chave de um paciente e fornecer informações aos oncologistas para ajudá-los a determinar opções de tratamento para diferentes tipos de câncer. A tecnologia está sendo usada no hospital Haroldo Juaçaba, em Fortaleza, que atende a pacientes tanto da rede pública como privada.

Um dos grandes benefícios do uso de um serviço cognitivo é auxiliar profissionais a obterem insights e melhores resultados no dia a dia de seu trabalho. Dentro deste cenário, Urbano Vitalino Advogados, Sompo Seguros, Tokio Marine e BRF anunciaram novidades que facilitam o dia a dia de seus colaboradores. No Urbano Vitalino, um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil, a assistente virtual Carol irá ajudar os advogados em informações básicas e pesquisas que demandavam tempo dos profissionais. Já Sompo Seguros desenvolveu um chatbot para auxiliar seus funcionários na cotação e emissão de apólices. A solução ajuda os corretores a prestarem um atendimento mais eficiente aos seus segurados, reduzindo os deslocamentos e prestando remotamente, um maior número de atendimentos diários.

Também na área de seguros, a Tokio Marine treinou uma assistente cognitiva, Marina, para responder a seus 1700 colaboradores dúvidas sobre tem​as relacionados ao RH. Uma solução similar é usada pela BRF . Mas no caso da gigante alimentícia, os atendimentos são na área de TI. EVA foi desenvolvida em parceria com a ServiceNow e oferece mais agilidade na resolução de dúvidas e problemas de tecnologia de mais de 28 mil funcionários. Neste caso, a solução foi treinada com mais de mil exemplos sobre 70 tipos diferentes de dúvidas de TI dos funcionários, como telefonia, reset de senha, problemas de hardware, configuração de e-mail e outros problemas de microinformática. De acordo com Gustavo Oliveira, analista de TI da BRF, a tecnologia ajudou a reduzir o tempo de espera de 30 segundos para 3, e a duração de cada atendimento de 15 minutos para 5, em média.

Tem muita coisa pela frente. O ano só está começando. Mas com certeza, o entretenimento ainda será uma boa solução para aproveitar o fim de semana e a dezena de feriados prolongados que teremos em 2018. Inclua Recife e Rio de Janeiro na sua lista de viagens para 2018 e não deixe de visitar o Museu do Amanhã (RJ) e o Paço do Frevo (Recife), ambos contam com interações de computação cognitiva IBM Watson para melhorar a experiência e vivência no museu.

É isso aí, em breve volto com mais novidades!

Arte_Post Cases Watson

*Por Larissa Garcia

Artigos Relacionados

18 dez
As inovações que mudarão nossas vidas nos próximos 5 anos
Geral // 0

A IBM acabou de divulgar o IBM 5 in 5, uma lista com as cinco inovações que têm potencial de mudar o modo como as pessoas trabalham, vivem e interagem nos próximos cinco anos. As previsões são baseadas nas tendências de mercado e da sociedade e em tecnologias emergentes dos laboratórios de pesquisa da IBM que

22 jul
Afinal, o que é uma cidade inteligente?
Geral // 0

Quem não quer viver numa cidade inteligente? Opa, eu quero! Mas afinal, o que faz uma cidade ser considerada inteligente? Basicamente, é uma cidade que utiliza a tecnologia como aliada para resolver problemas que impactam diretamente a vida dos cidadãos. A tecnologia da informação evoluiu nas últimas décadas e hoje desempenha um papel vital na economia e na transformação da sociedade.

21 dez
2015 na IBM? O ano dos negócios cognitivos, da nuvem e…. o melhor ainda está por vir
Geral // 0

*por Mariana Lemos Mais uma vez, um novo ano bate à nossa porta. Não teria como ser diferente. Há os que comemoram o famoso período “das festas”, há os que simplesmente não ligam para isso, mas é fato que um novo calendário em breve estará em nossas mesas de trabalho, mais lotado que nunca, como

Comentários

anna
7 de março de 2018

estou tentando me inscrever para receber noticias, mas está dando erro…

timaissimples
15 de março de 2018

Oi, Anna! Tudo bem?
O box de inscrição está em manutenção, mas iremos incluir o seu e-mail no informativo do blog, combinado?

Um abraço!

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por