Pick a color

Boxed/Wide

Boxed
Wide

Content width

1200
1040
960

Select headings font

Background (Boxed)

Identificar objetos, rostos, resultados de exames de imagem, elementos ou situações das mais diversas. Essas são algumas das funções do serviço de reconhecimento visual da plataforma de inteligência artificial da IBM para empresas, Watson. A API (Application Program Interface) Visual Recognition, como é popularmente conhecida, é responsável pela análise de imagens por meio de modelos pré-definidos ou customizados.

Para saber como ela funciona, o TI+Simples convidou Fabrício Barth, líder técnico de Watson na IBM, para o primeiro episódio da nossa websérie sobre Serviços de Watson, que irá mostrar como eles podem ser utilizados na construção de aplicações de inteligência artificial. Confira abaixo ou acesse nosso canal no Youtube:

Uma imagem vale mais que mil palavras

Além dos exemplos citados pelo Barth, o reconhecimento de imagens já está presente no mercado, em setores como agronegócio, entretenimento, segurança, saúde e automotivo. Quer um exemplo detalhado? Quando uma luz do painel do novo sedã Virtus da Volkswagen pisca anunciando algum problema, o usuário pode mandar uma foto via aplicativo e receber orientações de quais ações devem ser tomadas. Isso porque a solução utiliza o Serviço Visual Recognition. Ou seja, se você não conseguir expressar a sua dúvida em palavras, é só mandar uma imagem!

O mais legal é que a ferramenta cognitiva está em constante aprendizado e pode ser treinada para reconhecer informações que ainda não estão construídas na API.
Para saber mais, acesse https://www.ibm.com/br-pt/.

 

* por Pedro Santi

Artigos Relacionados

26 dez
Dispositivos vestíveis: da micropartícula à extensão do seu corpo
Geral // 0

O aumento da mobilidade levou o Brasil a ter uma das maiores taxas de uso de dispositivos móveis no mundo, com 95% de sua população metropolitana, de acordo com dados da Brasscom. Essa intimidade com os smartphones e tablets despertou nas pessoas o desejo de querer estar sempre com a tecnologia e a melhor maneira é vesti-la. O que antes

10 set
Hackathon Globo: app de hologramas vence desafio em 30 horas com apoio do IBM Bluemix
Geral // 1

A casa mais vigiada do Brasil (BBB) foi habitada por 40 geeks neste último final de semana. No lugar da famosa academia, havia computadores. Isso porque o desafio não era exercitar os músculos, mas o cérebro. Estamos falando do Hackathon Globo. Uma competição que envolveu 8 equipes e durou 33 horas. O objetivo era construir soluções de software inovadoras para a TV, ou seja,

06 dez
Segurança da informação: o quanto estamos expostos?
Geral // 1

Conforme vemos crescer o uso de redes sociais e a adoção de tecnologias como mobilidade e computação em nuvem, também percebemos que ficamos cada vez mais expostos a diversos tipos de ataques de hackers, vírus e malwares. Na internet, todos somos alvos de ameaças cada vez mais sofisticadas à segurança de nossos dados, sejam pessoas físicas ou empresas. Atualmente, de acordo

Comentários

Silvana P Martine
20 de março de 2018

Interessante! Gostei muito da matéria…
um novo aprendizado…

Equipe TI+Simples
20 de março de 2018

Valeu, Silvana! Ficamos felizes que você curtiu :)

Paulo
21 de março de 2018

Parabéns surpreendente

Equipe TI+Simples
29 de março de 2018

Legal que você curtiu, Paulo! E com essa explicação ficou fácil de entender, né? :)

Deixe aqui seu comentário

nitromidia.com Desenvolvido por